"Preocupemo-nos mais com a nossa consciência do que com a nossa reputação, pois a nossa consciência é o que nós somos e a nossa reputação é o que os outros pensam sobre nós. E o que eles pensam é único e exclusivamente problema deles".

sábado, 7 de maio de 2011

Kanjis e Cofo.

Já a algum tempo, comprei uma resma de papel reciclado A4 (daqueles meio marrom) para dobrar. Levantei em diversos sites uns kanjis e os imprimi nesses papéis reciclados. O resultado pode ser visto em vários origamis dobrados com esse papel.

Resolvi fazer esse post, depois que eu e a origamiga Márcia aprendemos com nosso amigo Falk Brito a dobrar uma kusudama de sua autoria. O nome dela é Cofo, por lembrar muito um tipo de cesta comum no Norte do país, segundo o criador.

Além da simplicidade de dobrar o cofo, gostei bastante dele por permitir que usemos restos de papéis, ou um ou dois A4 cortados sempre pela metade do comprimento até atingir um tamanho bem pequeno (aí realmente depende do gosto do freguês. Que tamanho ele quer para o trabalho final).

É claro que utilizei o papel com kanjis, daí o nome da postagem. Aproveito para mostrar outro trabalho com esse papel. É uma kusudama que a Josefa ensinou em um encontro dos Origamigos de Brasília e que infelizmente não pude participar, mas a Márcia e o Falk me ensinaram no respectivo Oribar.

Eu já usei esse papel em diversos trabalhos: Azulejos Portugueses?, Grande Mandala do Divino Espírito Santo (na parte de trás, se bem que ali foi papel A4 comum com os kanjis), Estrela (ensinada pela Márcia em um Oribar) e outros que posto depois.

Ah! Dobrei o cofo inverso (consegui fazer Falk!), mas o cofo normal é bem mais bonito. Pelo menos fica um registro de uma nova opção para o cofo. Vamos ao resultado?

 Senhoras e senhores, o cofo!

 O cofo inverso!

 
Os dois juntos.

 A kusudama de tsuru sem ter dobrado os tsurus.

 E agora com os tsurus dobrados. Observar que em cada nó ficam 5 tsurus, mas não tem como (pelo menos não consegui) deixar todas as cabeças de tsurus para um mesmo lado. A não ser que se dobre a cauda também como se cabeça fosse.

E aí, gostaram do cofo, kusudama criada pelo Falk? E o cofo inverso?

Tudo de bom a todos.

7 comentários:

  1. Olá, Marcelo!

    Adorei a ideia, muito criativa!

    E essa kusudama é mesmo linda!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Ivani.

    A kusudama para variar é de criação do Falk.

    Abçs.

    ResponderExcluir
  3. Bacana esse post, Marcelo. Adorei o Cofo com kanjis. O Cofo invertido é interessante, mas o original é mais bonito.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mãrcia. É, o original é beeeem mais bonito.
    Obrigado pela visita e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  5. Marcelo!
    Adorei te conhecer!! ^^
    Depois vou adicionar o seu blog ao meu... acho que não tenho ele...
    Adorei esse kusudama de tsuru...

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Elisa, obrigado pela visita.
    Foi muito legal te conhecer tb.
    Gostei muito do seu blog e esse tsuru rose realmente é demais.
    Tudo de bom.

    ResponderExcluir

Como nada é por acaso, sua participação é super bem-vinda. Obrigado!