"Preocupemo-nos mais com a nossa consciência do que com a nossa reputação, pois a nossa consciência é o que nós somos e a nossa reputação é o que os outros pensam sobre nós. E o que eles pensam é único e exclusivamente problema deles".

sábado, 9 de maio de 2015

Três letras que significam muito.....

M  Ã  E



Feliz seja este seu dia!

Que o sol nasça mais brilhante, mais morno, mais acolhedor.

Que o céu esteja mais limpo, mais claro, mais azul.

Que a brisa venha mais suave, mais tranquila, mais limpa.

Que os pássaros voem mais alegres, mais harmônicos, mais unidos.

Que você acorde mais tarde, mais descansada, mais animada, mais feliz.

Pois se assim você acordar, se assim começar seu dia, assim será o dia de todos que a cercam. É assim, sempre foi assim e assim será sempre.

Que grande boa influência você exerce em todos.

Obrigado!


Segue abaixo o texto que meu filho entregou para minha mulher:


"Mãe, você é a pessoa que me ensinou e consolou nos piores momentos e sempre viverá no meu coração, mesmo se morrer, no meu pensamento você sempre ficará".


Nem preciso dizer que ela se emocionou.

Parabéns a todas as mães desse grande mundo. Tenham um excelente dia.

Tudo de bom.

domingo, 22 de março de 2015

Flaviando e Falkeando...

Olá pessoal!

Bom, depois de mais de um ano sem postar, a postagem de hoje será uma postagem de aniversário!

Aniversário?????????????????????????

Sim, aniversário de não postagem (um ano e oito meses!)......rs

Durante todo esse tempo sem postar, dobrei muito. Não o quanto gostaria, mas até que bastante. O problema é que de muitos origamis que fiz, não tirei fotos ou as fotos não ficaram boas. De qualquer forma, vou postar algumas sem me preocupar com a data (pode não ser na sequência temporal) e sem preocupar muito com a qualidade da foto (desculpe!).

Essa minha primeira postagem depois de tanto tempo é para homenagear dois grandes amigos e grandes mestres do origami. Sei que muitos de vocês já dobraram as suas criações: Flaviane Koti e Falk Brito.

Agora, já pensaram no quê poderia aparecer ao juntarmos as criações desses dois mestres? Alguns de vocês já pensaram, pois podem ter visto umas fotos que publiquei no facebook já há algum tempo.

Vou fazer uma brincadeira, não vou colocar o nome dos origamis que dobrei. Aí, vocês terão que identificar cada origami, seu criador (Flaviane ou Falk) e postar uma mensagem aqui no blog com as respostas. Vamos ver quem conhece os trabalhos desses nossos amigos.












E aí, gostaram? Que origamis são esses? Quais origamis são da Flaviane e quais são do Falk?

Ah! As molduras também são origamis, mas de outro autor.......alguém sabe de quem? As orquídeas que aparecem nas fotos 3 e 4 também não são do Flak e nem da Flaviane......serão de quem?

Valeu e fui (para mais um ano.............)

domingo, 28 de julho de 2013

Desafio concluído: mini, mini, mini rosa Kawasaki

Olá pessoal, hoje vou compartilhar o resultado de um desafio que me deixou muito feliz. Primeiro, por que o desafio era super difícil e com o origami que gosto de dobrar muito: a rosa Kawasaki. Segundo, por que consegui atingir o objetivo e gostei muito do resultado. Que desafio?

Bom, a Tchami, umas das ninjas do origami que conheço, em seu blog (acessar AQUI), apresentou uma mini, mini rosa Kawasaki, de cerca de 0,8 mm, super delicada, muito bem dobrada e linda demais! Além disso, ela meio que me desafiou a dobrar uma tão pequena, quando disse: "...Marcelo Kono, vou mandar um vidrinho para você fazer também, viu ???!!...". De lá para cá, tentei, tentei muito, mas não conseguia chegar a um resultado satisfatório.

Há alguns dias atrás, a Tchami publicou sua segunda mini rosinha (acessar AQUI). Caramba, pirei! Essa última conseguiu ser mais delicada e perfeita. Semana passada, tirei uns dias de férias e fui com a família para Rio Quente/GO. Nada como umas boas férias e as águas quentes de Rio Quente para eu conseguir vencer a mim mesmo e atingir e cumprir o desafio.

Então, pessoal, em primeira mão, apresento a mini, mini, really mini rosa Kawasaki!

Tchami, pela foto acima, a rosinha ficou com uns 0,6 mm. Entrou fácil no vidrinho que você me mandou. Como ela é a rosa Kawasaki com modificações criadas pelo Dan Of Toasters, o papel não precisa ser tão pequeno. Usei um pequeno quadrado de 2cm. Essa rosa é a mesma que uso no tubo. É a versão da Kawasaki Rose que mais gosto.

     
Acima, as fotos mostram a rosinha no vidro que a Tchami me enviou. Mesmo feliz, senti que faltava algo.

     
E faltava mesmo! Dobrei e coloquei o vasinho (Simple Vase for Kawasaki Rose - Perry Bailey). Eu uso esse vaso na rosa do tubo.

     

E nas fotos acima, o resultado final. A última foto com algumas rosas de tubo.

A evolução para atingir esse resultado mereceria uma postagem à parte, mas como minhas férias estão acabando e sei que não terei tempo, vou tentar contar resumidamente como foi.

Na foto acima, mostro como fui diminuindo o tamanho das rosas. O papel é muito importante e a busca para atingir o objetivo também envolveu esse quesito. Testei vários papéis, como podem ver nas rosas acima. Bom, a rosa "1" é a rosa de tubo de ensaio. A rosa "2" é menor do que a que apresento nesta postagem ("3"), mas só tinha aquele papel (dois papéis de seda colados e pintados com tinta acrílica. Esse papel foi feito pelo Yuri Sarudiansky) e não consegui dobrar outra.

Na foto acima, temos a rosinha (sem o vaso) dentro do tudo com as ferramentas de trabalho: o papel 2cm x 2cm, a mão e a pinça. Eu não sei o nome desse papel branco e é um que ganhei durante o encontro do Dobras de 2011. Esse papel é excelente para dobrar. É um pouco mais grosso que o papel de seda e bem mais fino que o papel comum.

Obviamente que não fiquei só em uma. Mais duas apareceram e, pasmem!, as três lado-a-lado são menores que 2 cm!

Bom, é isso pessoal. Tenham um excelente semana.




quarta-feira, 17 de julho de 2013

Quadros.

Um módulo...


A pecinha verde é o módulo da mandala abaixo e
será usado no projeto desta postagem.

De uma mandala...

Mandala Macuxi by Falk Brito.

Uma meta...


"Quadro" criado por Falk Brito

Um desafio...

Desafio: eu tentando desenhar um tronco de árvore.
Ou seja, impossível. Solução: procurar na internet.

Os resultados...

 Quadro 1 - Tronco criado pelo Valdir Hobus,
do site Nipon Bonsai.
Obrigado Valdir por autorizar o uso.

 Quadro 1 - Detalhe com flores falkas (ou Urca),
de criação do Falk Brito.

 Quadro 2

 Quadro 2 - Detalhe

 Quadro 3

     
Quadro 3 - Detalhes com falkas.

Olá pessoal, espero que tenham gostado dessa minha tentativa de fazer uns quadros com os módulos modificados da mandala Macuxi e flores falkas (Urca), ambas são criações do nosso amigo Falk Brito.

Como podem observar, esses quadros estão assim, só a planta. O resto está em branco. Vocês têm sugestões do quê fazer para terminá-los? Se sim, escrevam-me com essas sugestões. Todas são bem-vindas.

Obrigado pela visita, tenham um excelente dia e tudo de bom.

sábado, 11 de maio de 2013

Mãe



MÃE

Talvez seja a palavra que mais falamos quando criança.

Na maioria das vezes, é a primeira palavra que aprendemos.

É a nossa primeira proteção na vida.

É o nosso primeiro carinho na vida.

É a primeira pessoa que nos recebe e nos protege.

É a primeira a nos entender e a nos conhecer por inteiro(a).

É a pessoa de quem mais lembramos, em momentos difíceis.

É a pessoa que mais sentimos saudades, quando estamos longe ou sozinho(a)s.

Com certeza, é uma das pessoas que mais amamos.

Mãe, palavra simples, forte e carregada de emoção.

Mãe, parabéns e muito obrigado!

Quadro Origami Quilts - Tomoko Fuse (livro idem)


sábado, 30 de março de 2013

Feliz Páscoa

Olá pessoal, tudo bem?

Feliz Páscoa! Muita saúde, felicidades e união! Que neste ano, sua Páscoa seja repleta de bons sentimentos, boas companhias, tudo de bom.

A seguir, estão as lembrancinhas que fizemos para os amiguinhos do colégio do meu filho. Foram todas recheadas com três ovinhos de chocolate.



O origami é o de uma caixa tradicional (e bem fácil de dobrar) que disponibilizei abaixo, mas vocês o encontram no site do Origam-Club.  Depois de dobrar, basta desenhar os olhos, nariz, boca e bigodes, que teremos uma caixinha de coelhinho. Os papeis utilizados foram os Papéis Curious Metallics, 120 g/m2, 15 cm X 15 cm, da Dritter, que comprei durante a Jornada do Dobras no ano passado.


É isso aí!

Tudo de bom a todos.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Natal e Feliz Ano Novo!


Nossa, 2012 já está acabando (e não estou falando do tão aclamado badalado fim do mundo!) e quase não demos conta. Não demos conta desse acontecimento (fim do ano) e quase não demos conta das milhares de coisas a fazer. O tempo voou, ou melhor, voa. E o que fazemos ou pensamos sobre nossas vidas?

É engraçado que com a proximidade do final de ano parece que as milhares de coisas a fazer vão se tornando maiores e se intensificando com as preocupações sobre as festas, os presentes, os cartões, os eventos sociais, os eventos profissionais, as encomendas, os amigos-ocultos, o trânsito mais caótico ainda..........e o tempo sendo o mesmo, na mesma velocidade e não damos conta de tudo.

Culpamo-nos por nossas falhas, coisas que deixamos de fazer, sonhos que deixamos de realizar, promessas que deixamos de cumprir...

Esquecemos que a perfeição não faz parte deste planeta. Aliás, faz parte de qual?

Mas será que realmente são milhares de coisas a fazer? Será que tem que ser assim? Ou fomos nós que nos tornamos tão obcecados em fazer algo, em criar algo, em usar algo, em ter algo......que nos esquecemos do que realmente vale a pena. Aliás, será que sabemos o que vale mesmo a pena? Será que não é hora de pararmos e repensarmos a vida?

Vamos reinventar a paz neste Natal e recriar a maneira de sermos e agirmos. Vamos usar esse imenso poder dentro de nós e criar (ou recriar) a nossa realidade. Vamos focar no que realmente interessa.

Vamos combinar o seguinte? Nos próximos dois minutos, vamos fechar nossos olhos, respirar bem fundo, contar até dez ou mais e usar esses minutos para pensarmos no que realmente vale a pena, no que realmente interessa. Vamos, nesses dois minutos, voltar nossos pensamentos a nós mesmos e tentar ver o que vale a pena para cada um, como indivíduo.

Vamos, eu espero.......essa postagem espera. Se o mundo não acabou em 21/12/12, não deve acabar nesses próximos dois minutos. Relaxemos.

......................................................................


......................................................................

Não sei quanto a vocês, mas eu fiquei mais do que dois minutos e estava precisando disso. Vi também que muitas das coisas que ainda tenho tinha que fazer em 2012 realmente não são tão importantes. Há sim coisas mais importantes e que vou fazer.

Vamos combinar outra coisa? Vamos listar as prioridades para este finalzinho de ano e início do próximo ano. Fazer nesse período somente o que seja necessário. Como já diria o poeta: "pequenas atitudes e pensamentos farão a diferença". Coloquemos a nossa imaginação e criatividade para funcionar e inventemos um novo Natal, repleto de Paz, Harmonia, Alegria e Amor!

Vamos fechar os olhos novamente e atentar para os nossos corações, acessando neles a energia do amor que existe em cada um de nós. Comprometemo-nos a compartilhar essa energia no Natal com uma pessoa carente (pode ser carente materialmente, mentalmente, sentimentalmente etc.). Que tal proporcionar uma ceia a quem não tem tanto quanto nós, ou presentear uma criança que sonha com um brinquedo? Podemos? Sim podemos e devemos.

Há muita gente tão próxima que necessita muito do nosso apoio para ter um Natal feliz. Egoisticamente falando, o mais incrível é que, assim fazendo, nós seremos mais felizes. Lembremos de que as nossas ações são sempre seguidas de reações na mesma vibração. Quem faz o bem, recebe o bem.

É assim amigos, origamigos, amigas e origamigas que desejo a vocês tudo de bom neste Natal e em 2013.

Feliz Natal e Feliz Ano Novo!

Mas, e o origami? Vocês devem estar perguntando, mas ainda vai rolar um origami, ou não? Bom, dobrei a arvorezinha abaixo em homenagem a todos vocês. Muito obrigado por deixar meu 2012 muito mais legal!






PS: o texto acima foi inspirado em um artigo que li em uma revista que infelizmente não lembro qual (acho que era uma dessas que tem aqui em Brasília). Lembro que a autora se chama Márcia (gravei por ser igual ao da grande origamiga Márcia Almeida, daqui de BSB), mas o que importa é o espírito da mensagem e todas as vibrações boas que desejamos a todos.